Viabilidade

"Sing the World" foi pensado de raíz para que qualquer escola pudesse realizá-lo. Os custos do projeto são suportados na totalidade por instituições locais, públicas ou privadas, autarquias, e ainda pelas receitas provenientes da venda do DVD junto da comunidade educativa. De salientar que a compra do DVD pelos pais é absolutamente voluntária, não constituindo qualquer condição para a participação dos seus educandos no projeto.

Enquanto projeto inclusivo, "Sing the World" pretende chegar ao maior número possível de crianças e jovens independentemente da sua raça, crença, condição social ou económica. Todos os alunos sem exceção devem participar desta experiência que envolve música, canto, novas tecnologias, som, luz, palco...

 

Por outro lado, o facto dos pais não terem meios para comprar o DVD nunca deverá ser argumento para que o projeto fique por terra. Dever-se-á sim, criar condições para que "Sing the World" possa ser realizado, exista para isso a vontade e a determinação da escola para levar o projeto por diante.

 

Dito isto, e tendo por base a larga experiência na viabilização do projeto em centenas de escolas em diferentes países europeus, enumerámos a seguir um conjunto de aspetos que consideramos essenciais para o sucesso e a viabilização do projeto "Sing the World" numa comunidade educativa:

 

1. A escola deve assumir para si o compromisso de uma forte divulgação do projeto junto dos encarregados de educação, utilizando para o efeito os seguintes canais:

 

a) Apresentação do projeto em reunião de pais.

b) Colocação de artigo sobre o projeto na página da escola e nas redes socias.

c) Divulgação do projeto através de reportagem em jornal local e/ou rádio local.

d) Afixação de cartazes "Sing the World" em locais estratégicos da escola.

 

2. Não menos importante é a sensibilização dos próprios professores da escola pois serão estes os interlocutores junto dos pais.

 

3. A escola deve sondar potenciais parceiros locais, públicos ou privados, que possam apoiar o projeto com verbas, mediante contrapartidas de caráter publicitário no DVD a editar.

 

4. De igual forma, o poder local - câmara municipal e juntas de freguesia - enquanto responsável pelo desenvolvimento sociocultural das populações, deve também ele ser contactado no sentido de ponderar uma forma de viabilização do projeto.